sexta-feira, 18 de março de 2011

"Delírios de uma noite sem Estrelas"



E meu coração foi levado pelas ondas, devastado, naturalmente devastado. Apenas sobrevivo e o único som que eu escuto é o choro do meu coração, é o desespero de uma mente exposta ao sofrimento.
É o fim do mundo a cada pensamento meu que ainda tem você como protagonista, a cada suspiro do meu dia, a cada segundo que perco revirando as lembranças que insistem em serem presentes.
Eu já me cansei, agora só soluço porque não aguento mais chorar, só faço passar o tempo já que não consigo mais viver em paz. Eu que não fumo, peguei um cigarro para aliviar a dor, aliviar a alma, eu que não choro me vi jogado ao chão do banheiro banhado pelas minhas lágrimas.
Não tenho mais forças, minha ultima carta eu não tive coragem de terminar, fui interrompido pela tristeza que me fez desligar da realidade e ver apenas o fim do poço.

(Marcos Ferna)


VEJA TAMBÉM:
A Peça
Eu desisto de você
Desamor