sábado, 17 de dezembro de 2011

Sua Indiferença


Não entendo
Toda essa indiferença ao me ver
O que se tornou eterno
Virou descartável

Meu sorriso,
O coração aberto
Não é o suficiente
Para te ter por perto

Mesmo que por um segundo
Um riso teu eu arranquei
Não se passou
De um belo momento

Eu não quero ver
Você passar
Eu não quero ver
Você sorrir pra mim
Eu não quero ouvir
Você dizer que eu não sou nada pra você


(Marcos Ferna)


VEJA TAMBÉM: