sábado, 28 de maio de 2011

"Por que penso tanto em você?"



Três e quarenta e dois da madrugada e nesse lugar tudo me lembra você.
Meus olhos estão vermelhos, estou com sono, estou cansado, estou bêbado, estou despedaçado, minhas pernas doem, mas nada supera a dor de ver você feliz sem mim.
O coração sofre e eu passo a noite acordado tentando entender porque que esse amor não passa, porque que ainda penso tanto em você, porque parece que você só acaba no infinito?
De repente é o seu nome que aparece em meio a momentos confusos dizendo que está com uma sensação ruim, quer saber como estou, mas que pergunta besta, estou sem você, como vou estar bem? Mas respondo que tá tudo bem, que não penso mais em você, que minha vida tá indo bem.
A lágrima por você mais uma vez escapa, eu disfarço em meio a tantas pessoas e com um sorriso meio sem graça imagino “ela ainda se lembra de mim”, outra lágrima escorre e eu me faço de forte, mesmo te amando, mesmo te querendo não vou nunca mais te ter.


(Marcos Ferna)